Esportes e jogos

Rafting

Além de acessível, o rafting é um esporte que alia duas coisas que combinam com o verão: adrenalina e diversão

Provavelmente você já viu em guias turísticos aquelas imagens de um grupo remando dentro de um bote de borracha numa corredeira. É o rafting, esporte radical muito apreciado por quem pratica o ecoturismo. O desafio é vencer as corredeiras em equipes formadas por cinco a oito pessoas. E o bacana é que ele junta duas coisas que combinam com o verão: adrenalina e diversão.

Além de acessível, o rafting é ótima opção de lazer para o corpo e mente. Todas aquelas remadas desenvolvem a musculatura dos braços, ombros, abdômen e até as pernas. Na parte mental, enfrentar as corredeiras ajuda a combater a ansiedade e o stress, ao misturar a adrenalina do esporte com aquele sentimento de paz que só estar na natureza proporciona. Além disso, a atividade em equipe ajuda a desenvolver seu senso de camaradagem e liderança.

Sobre a dificuldade, à primeira vista pode até parecer algo só para especialistas, mas, em suas versões mais básicas, ele é indicado para todas as idades. Claro que existem categorias mais difíceis e arriscadas, mas essas são praticadas por quem tem nível mais profissional.

Normalmente as agências de turismo providenciam tours em pacotes que incluem bote, remos, todo o equipamento de segurança e instrutores para não só ajudar na remada, mas também dar um curso básico antes da aventura começar.

Um dos pontos positivos do rafting é que o Brasil tem muitos rios e em todos os estados é possível encontrar agências que oferecem essa atividade. Cidades como Brotas, em São Paulo, têm opções de percursos para todos os níveis de dificuldade. E para os mais experientes, é quase obrigatório experimentar o passeio nas Cataratas do Iguaçu, o ponto mais famoso do rafting brasileiro.