Fotografia

Como fazer uma foto panorâmica

Quer reproduzir aquela paisagem grandiosa, mas não sabe como? Aprenda a usar esse recurso da sua máquina

Seja um horizonte ou uma praia paradisíaca, certas paisagens são tão belas que não cabem em apenas uma imagem. Às vezes queremos passar para os amigos o que os nossos olhos estão capturando, mas toda aquela informação não cabe em um retrato apenas. Para isso servem as fotos panorâmicas.

Hoje em dia não é muito difícil fazer uma foto nesse estilo. A maior parte das câmeras modernas possuem a função. Além disso, diversos apps transformam o seu celular em uma câmera panorâmica. Com isso, basta tirar as fotos da esquerda para direita e tomar alguns cuidados para ter aquele fotão de pôster.

Para começar, o tamanho. As imagens panorâmicas tradicionais têm no máximo 180º. O motivo disso é simples: esse é mais ou menos o ângulo em que os nossos olhos conseguem ver, o que dá uma sensação natural para a foto. Geralmente esse ângulo é obtido com duas ou três imagens, no máximo. É possível fazer imagens com ângulos maiores, mas haverá distorção. Há também as fotos 360º, que são imagens interativas mostrando tudo o que há em sua volta.

Independentemente do tamanho, a regra geral é fazer uma foto uniforme. Evite tremer a câmera (o tripé ajuda muito); pense na iluminação para a composição inteira, não para cada uma individualmente, e lembre-se de sempre repetir um trechinho em cada foto. São essas partes repetidas que o sistema vai ler para montar a sua imagem direitinho.

Como as panorâmicas são uma ilusão de ótica, evite elementos que quebram a “mágica”: fuja de objetos fixos no primeiro plano, como árvores e pessoas. Isso cria um efeito estranho chamado erro de paralaxe. Objetos em movimento também podem aparecer duas vezes na sua composição.

Se você seguir essas dicas direitinho, conseguirá transmitir para as pessoas aquela sensação que só os seus olhos conseguiram ver.